A infância é uma etapa da vida essencial no desenvolvimento humano. É principalmente durante estes primeiros anos que a criança se constrói tanto fisicamente quanto psicologicamente. É também o período em que ela elabora com quem a rodeia a sua maneira “de estar no mundo” que condicionará o seu desenvolvimento cognitivo e social futuro. Estas podem, no entanto, sofrer significativos atrasos ou traumas como no caso das crianças vivendo em situações de grande precariedade (económica, socio-afetiva), portadores de necessidades especiais ou de problemas de desenvolvimento. Estas situações requerem suporte e cuidados específicos que permitirão melhorar tanto os traumas quanto a integração social da criança. No entanto, as políticas públicas Moçambicanas atuais não garantem até hoje uma identificação e uma atenção específica adequada, privando estas crianças e particularmente os oriundos de famílias desfavorecidas, de orientação, de tratamento e de acompanhamento adequado.



ESSOR lidera desde 1992, no Brasil, projetos de Estimulação Precoce de crianças portadoras de necessidades especiais ou de atrasos de desenvolvimento. Hoje a ESSOR pode se orgulhar de ter acompanhado mais de 1200 crianças portadoras de necessidades especiais ou de atrasos de desenvolvimento no Brasil.  Com base nesta experiência e consciente das necessidades, ESSOR implementa de agora em diante um projeto visando o acompanhamento de crianças portadoras de necessidades especiais em Moçambique.


No mês de agosto, ESSOR e seus parceiros no terreno começaram a realizar um inquérito envolvendo 200 famílias em torno da cidade da Beira e na Província de Sofala. Isto nos permitirá ter uma base de dados fiável sobre a situação das crianças com necessidades especiais e de implementar atividades pertinentes, duradouras e em coerência com as necessidades locais. Ele permitirá identificar, orientar e acompanhar da melhor forma estas crianças particularmente vulneráveis com o objetivo, principalmente, de lhes permitir integrar a escola ou receber cuidados especializados.  

Actividade no Brasil

Um grande obrigado a todos os que apoiam e nos permitem implementar estes projetos em benefício das pessoas mais vulneráveis!


Notícias sobre os nossos projetos

A história de vida de Alladoum no Chade

Alladoum tem 27 anos e vive em Moundou, segunda maior cidade do Chade situada no Sul do país. Ele abandonou os estudos antes da faculdade por falta de recursos financeiros […]